Bem-vindo(a) ao nosso BLOG, onde você conhecerá um pouco do ARTISTA e da sua OBRA, navegando nos DEPOIMENTOS sobre a minha trajetória durante esses 40 anos de ATIVIDADE ARTÍSTICA E EXPOSIÇÕES e também em REPORTAGENS na mídia. Acompanhará o que estou fazendo agora: PARAHYBAVISTA e JOÃO & MARIA, poderá acessar meu ATELIER e nossa GALERIA VIRTUAL, me acompanhará no TWITTER, e visitará a MINHA CIDADE...

Respire fundo e vá mergulhando (clique em F11 e veja em tela cheia, é melhor)... Siga o blog e dê uma espiadinha nas novidades que publico. Sem pressa...

Ouça a pianista Juliana Steinbach enquanto navega ♫ ♫ ♪ ♫ ...

BOA VIAGEM!

Postagem em destaque

A ARTE PRIMEVA DA HUMANIDADE: XAMÃ - PINTURA E FÉ NA CAVERNA!

  O que faço, porque faço, como faço e onde faço. O xamanismo dos caçadores pré-históricos baseava-se na crença de que vis...

quarta-feira, 1 de agosto de 2012

KLÉCIUS LEITE: ESTE É O CARA!

O meu Anjo salvador:
O cirurgião/endocrinologista Dr. Klécius Leite Fernandes.

(http://www.cendip.com.br/)

Retirando eficaz e tranquilamente os pontos do grande corte no meu pescoço, Dr. Klécius perguntou-me se estava sentindo algum efeito colateral da cirurgia de extirpação de bócio de tireoide que ele executara. Sorri e respondi que sim: FELICIDADE!

KLÉCIUS LEITE: ESTE É O CARA!






Com a sua competência, generosidade, dignidade e simpatia contagiante, salvou a minha vida e me devolveu a alegria de viver, conseguindo realizar uma cirurgia dificílima sem que eu tenha que amargar nenhuma sequela, nem da voz e nem da visão. Cuidou, junto com a sua equipe, para que eu tivesse um pós-operatório rápido, seguro e confortável, mesmo estando internado pelo SUS.
Hoje à tardinha, retirando eficaz e tranquilamente os pontos do grande corte no meu pescoço, Dr. Klécius perguntou-me se estava sentindo algum efeito colateral da cirurgia de extirpação de bócio de tireoide que ele executara. Sorri e respondi que sim: FELICIDADE!
Ficamos juntos umas duas horas (até peço desculpas, pois o "veio" aqui do SUS deixou os "vips" a esperar pela vez, rss), conversamos muito, me tranquilizou, fizemos uma sessão de fotos - pois vou pintar o seu retrato, mesmo com a modéstia e a generosidade dele querendo recusar. Vi umas fotos de casos bem mais simples que o meu: Eram de arrepiar urso polar! Disse-lhe a verdade, que ele tinha um dom de Deus. A faculdade prepara: se o aluno for aplicado e honesto, sairá um bom profissional; como um Sócrates, um Falcão, um Rivelino. Mas, só o dedo de Deus cria um Pelé, um Maradona, um Zidane! Pois a excelência a Deus pertence.
Nos despedimos não mais apenas como médico e paciente; nos despedimos como amigos, com um até logo!
Não tenho palavras para expressar a minha gratidão por esse moço. Estou salvo e curado!
Um craque, um mágico.
Ele sim é O CARA!

Leia e história:

RESSURREIÇÃO.

- RESPIRE FUNDO! - ouvi ao longe a voz imperativa e técnica do anestesista. 
- RESPIRE FUNDO E CONTE ATÉ 10! - senti uns tapinhas no braço, algo saindo goela acima, deixando o tão esperado ar encher o meu peito. A voz continuou, junto a mais dois tapinhas:
-Deixe o cigarro, camarada! Estava cheio de secreção!
Abri os olhos e retornei à luz. Pois lá onde estava nada havia... Nem anjos com harpas, nem santos, nem luzes coloridas... Nada. Só havia o nada.
Arregalei bem os olhos e sorri para a vida, para o tudo que eu posso novamente desfrutar. Sorri para os médicos, me despedindo do nada e renascendo no mesmo local em que nascera, 54 anos atrás... As rodas da maca me lembram o barulho de um trem, que ouvira outrora em outra vida. Um trem que me leva rapidamente ao reencontro com todas as pessoas queridas. Um Trem danado de bom!
QUE PRAZER!

E assim terminou minha jornada recente pelo SUS, iniciada em 21 de março de 2012, quando entrei na "famosa" fila, para pegar o meu cartão do Sistema Único de Saúde (https://www.facebook.com/photo.php?fbid=394673630560803&set=a.107913069236862.12539.100000545079934&type=3&theater). Descobri que tinha Bócio de Tireóide em 2005. Como tudo na minha vida, não tive pressa. Entreguei a Deus. Cada visita que fazia a um médico, uma decepção, falta de confiança, enfim, uma coisa ou outra sempre me dizia para adiar a operação. Sendo filho, irmão e tio de médicos, sabia muito bem o risco que estava correndo, deixando que a doença evoluísse e atrapalhasse muito a minha vida. Mas segui os meus instintos, priorizei outras coisas e outras pessoas. Ainda não era a hora. Finalmente, na festa de casamento de uma sobrinha, no início deste ano, meu sobrinho médico Leonardo "exigiu" que procurasse um seu amigo e colega cirurgião. Assim o fiz. 
Para minha grata surpresa, Deus me colocou esse jovem e excelente cirurgião/endocrinologista no meu caminho: Dr. Klécius Leite Fernandes. A confiança foi imediata, a simpatia recíproca. Ali estava O CARA!
O médico me consultou, pediu exames e marcamos a cirurgia, tão logo eu lhe levasse os resultados dos exames pré-operatórios, que ele executaria em Hospital de sua confiança.
Me cadastrei então no SUS e dei entrada na infernal "burrocracia" ali existente. Por birra, decidi que faria pelo SUS, pois é um direito que tenho. E uma coisa que aprendi foi a lutar pelo que tenho direito. Doa a quem doer. Filas e esperas longas depois, com os exames em mãos, retornei ao consultório de Dr. Klécius e marcamos a cirurgia, dali a 8 dias.
Pelo tempo que passei adiando a cirurgia, o problema se agravou e a operação foi bastante complicada e demorada, de risco. Quando me deu alta, três dias depois, animado com a minha recuperação, me deu um puxão de orelhas por eu ter demorado tanto a me tratar. Eu lhe disse que tudo tem a hora certa e o cara certo. Em mãos erradas eu teria me ferrado, mesmo no início da doença. Perguntou-me se estava sentinto algum efeito colateral. Respondi-lhe que sim: Felicidade! Não tenho palavras para expressar a minha gratidão por esse moço. Estava salvo.

Saio da experiência vitorioso e feliz, principalmente pelo apoio recebido da família e dos amigos. De triste somente a constatação de que poucos têm a mesma sorte que tive. Na burocracia, o tratamento dispensado às pessoas atendidas pelo SUS deixa a desejar no que diz respeito à gentileza, boas maneiras e generosidade. Funcionários mal humorados e mal pagos atendendo pobres idosos que estão ali sofrendo, doentes. Sei que a demanda é enorme, mas nada que impeça um pouco de amor e respeito pelos mais carentes e necessitados, principalmente da parte de médicos e funcionários mais graduados. Um pouco de carinho não custa nada e é tão importante para quem sofre. Como já disse, comigo não tem brincadeira nessas horas: ajoelhou, tem que rezar. Não engulo sapos!
Mas nem todos têm a mesma sorte e a mesma fibra.
Nem todos têm a mesma sorte de encontrar o seu Anjo salvador.
Muito Obrigado, meu amigo Klécius Leite!

. (•̮̮̃•̃)

Sempre tive muita fé em Deus. 
Só não suporto religião e nem igrejas de nenhum tipo. A religião e a política afastam os povos, a arte e o esporte os unem. Sempre acreditei que se fizermos a nossa parte,"ELE" nos ajudará.
Portanto, acho que fiz a minha parte, fiz por merecer.
Por isso, de joelhos e com toda a humildade, agradeço Àquele que tornou tudo isso possível:
"ELE", que, no meio da escuridão, ordenou:
-Levante!
E eu então me levantei.

2 comentários:

  1. SR BRUNO PARABÉNS PELO SUCESSO DE SUA CIRURGIA, DR KLECIUS É UM EXCELENTE MEDICO TIVE A OPORTUNIDADE DE TE-LO COMO MEDICO


    ROSIMARIA ITAPORANGA PB

    ResponderExcluir

ENTRE EM CONTATO CONOSCO AQUI,
DÊ A SUA OPINIÃO...

CATÁLOGO

CATÁLOGO DAS OBRAS

OS RETRATOS

OS RETRATOS

EXPOSIÇÕES E MÍDIA

ARTISTAS BRASILEIROS 2006

JOÃO E MARIA

NO ATELIER DO ARTISTA (AGOSTO DE 2007)

NA CAVERNA (MAIO DE 2009)

NA CAVERNA (MAIO DE 2009)
Paraíba, Brasil, maio de 2009.

Ateliê de Pintura Bruno Steinbach

Seguidores

Google+ Followers

SIGA-ME POR Email

AGRADEÇO A SUA VISITA... VOLTE SEMPRE!